Cuidados

Você sabe como é feito o adestramento de cachorro? A gente explica!

Você sabia que os cães foram os primeiros animais a serem domesticados pelo homem? Essa parceria teve início há cerca de 40 mil anos e se fortaleceu tanto que hoje compartilhamos todos os espaços da casa. Porém, o tempo de história juntos não apaga os traços primitivos e naturais dos nossos fiéis companheiros, e é por isso que o adestramento de cachorro é tão importante.

Mas como é feito o adestramento de cães? Por que essa prática é tão valiosa e o que você pode fazer em casa para melhorar o comportamento do seu amigo? Continue conosco e descubra!

Qual a importância e os benefícios do adestramento?

Apesar de muitas pessoas pensarem que o adestramento restringe a liberdade dos cães, não permitindo que eles se comportem naturalmente, é exatamente o contrário que acontece. Mesmo após os milhares de anos de convivência, os cachorros seguem seus instintos e conservam muitas das suas características ancestrais.

Cães descendem dos lobos e, como eles, vivem em bandos. Toda matilha tem um chefe e, mesmo que na sua casa seu companheiro seja tratado como rei, esse líder precisa ser você! Cachorros necessitam de limites, e aprender algumas regras é essencial para que eles vivam em harmonia na nossa sociedade.

O adestramento estimula sua inteligência e os entretém, além de melhorar a relação com o tutor, com outras pessoas e com os demais animais! Eles passam a ter mais respeito e admiração pelo seu tutor, a ser menos ansiosos, mais calmos e mais felizes.

Qualquer cão pode ser adestrado?

Sim! Todos os cães podem ser adestrados, independentemente da idade ou da raça. Claro que o ideal é iniciar a educação enquanto ainda são filhotes, mas mesmo os adultos têm plenas capacidades de aprender e mudar hábitos.

O mesmo vale para as raças: algumas são mais inteligentes e têm mais facilidade para entender os comandos, enquanto os representantes de outras têm um padrão de comportamento mais desobediente. Entretanto, todas elas podem ser adestradas!

Como fazer o adestramento de cachorro?

Ter um companheiro bem treinado significa ter um laço ainda mais forte com ele, uma vez que o relacionamento é mais tranquilo, sem momentos de estresse. Mas por onde começar? Veja algumas dicas importantes:

Conheça seu dog

Como cada raça tem uma personalidade diferente, é importante que você saiba das suas particularidades. Portanto, busque informações para saber exatamente o que esperar do seu parceiro.

Use reforço positivo

A técnica do reforço positivo é a mais recomendada e a mais eficaz para o adestramento. Toda vez que seu amigo fizer algo que você solicitou, demonstre sua satisfação com um petisco e também com elogios (com a voz em tom agudo e suave).

O contrário também é importante: mostre ao seu cão o seu descontentamento quando ele fizer algo de errado, repreendendo ele com um “não!” (com a voz firme e em tom grave). Mas nunca bata no seu cachorro, pois isso destrói os laços que vocês estabeleceram.

Seja paciente e persistente

O adestramento de cachorro é uma tarefa simples, mas nem sempre muito fácil! É algo que requer tempo, amor e muita paciência. Portanto, não desista se seu amigo for desobediente nas primeiras sessões de treinamento. Lembre-se de que cada animal é único e todos responderão aos comandos ao seu tempo. Treinamento é repetição!

Outro ponto importante a considerar é que as expressões dos cachorros evoluíram muito ao longo desses anos todos, a tal ponto que se assemelham muito às nossas. Mas seja forte e não se deixe levar por aqueles olhos tristes e persuasivos! Com persistência e muito cuidado vocês chegam lá.

Procure um adestrador

Você pode, sim, ensinar truques e comandos ao seu amigo, mas não hesite em procurar um profissional, caso nada esteja dando certo. Ele tem experiência e certamente vai orientar você nessa caminhada.

Cães são membros de nossas famílias. Treiná-los estreita ainda mais essa relação, baseada em confiança e lealdade. Lembre-se: o cão é o reflexo de seu dono. Se você estiver feliz, ele também estará!

E aí? Curtiu o artigo? Então é como a gente sempre diz: Curte, comenta, compartilha e se liga no nosso Club! Seja um membro do nosso Dog Vibe Club e se inscreva na nossa newsletter e receba tudo isso no seu e-mail!

Posts Relacionados

8 comentários em “Você sabe como é feito o adestramento de cachorro? A gente explica!

  1. Vângela Silva Queiroz disse:

    Curti!!! Minha pug já foi adestrada duas vezes por diferentes adestradores. Ela é uma princesinha teimosa, não sei se é de pugs ou se é dela mesma (temperamental rs!) Mas a experiência foi super válida, porque ela ficou mais tranquila. Aumo minha chicletinha.

    1. Nuno Nuno disse:

      Oi Vângela! O adestramento é muito bom no sentido de ajudar no comportamento dos dogs, além de ajudar os donos no dia-a-dia com as dificuldades também. Obrigado pela visita! =)

  2. Tatiana Moura disse:

    Por aqui Sherlock já passou pela mãe de 3 adestradores, um deles ficou durante 4 meses somente “treinando” ele em passeios, não fazia o treinamento junto com os donos, somente na rua e sozinho, Sherlock passou a mudar alguns comportamentos e não mudava naquilo que eu precisava, paramos com as aulas. Até que encontrei uma adestradora que fez o treinamento com reforço positivo e sempre na minha presença, segunda ela ( e eu super concordei) o adestramento precisa ser feito na presença do dono, caso contrário não funcionaria.
    Costumo dizer que adestramento é um INVESTIMENTO !!

    1. Nuno Nuno disse:

      Oi Tati! Maravilha! Realmente o adestramento ajuda muito no comportamento. Obrigado pela visita!

  3. Luciana disse:

    Adoro adestrar meus cães. Sempre falo da importância do estímulo mental e não apenas o físico. E como disseram, cria um momento de interação entre o cão e o tutor. 2 coisas que não podem faltar no adestramento lá em casa : petisco e paciência kkk

    1. Nuno Nuno disse:

      hahaha, petisco, muuuuito petisco e paciência são fundamentais! 😀

  4. Flavi disse:

    Eu sou bem radical em relação a adestramento. Acredito que todos os cães deveriam ser adestrados. É mais como uma educação sabe. Os benefícios foram muito bem pontuados no artigo. Além do que, muitas raças de cães, que são tidas como “agressivas” precisam ser adestrados por n questões. Além de cães muito grandes e fortes idem. Muitas pessoas não tem condições de pagar um adestrador profissional, mas na internet existem muitos bons vídeos que ensinam muita coisa legal. Basta saber filtrar as informações. Muitos profissionais também tem metodologias diferentes e existem algumas linhas bem diferentes de adestramento. Hoje, o Reforço Positivo é uma das linhas de que eu percebo ser o que eu acredito como adestramento eficaz e agradável para Puppy. Eu mesma ensinei e ensino alguns comandos, e tenho muita vontade de contratar um profissional. Infelizmente, é difícil ter referências, pois o mundo Pet, ainda não existem serviços certificados, e tem muita gente por ai que se diz adestrador. Estou fazendo uma avaliação para encontrar esse profissional. Eu me divirto muito ensinando os comandos e o Puppy ama os petiscos, é claro. Excelente matéria. Gostaria de ver também, as diferentes linhas e metodologias de adestramento, em uma futura matéria, e também, como se dão as qualificações desses profissionais.

  5. Camila Novaes disse:

    Adorei! Eu estou à procura de um comportamentalista pro Pipe, pra ver se consigo mudar alguns tipos de comportamento e claro que com muito reforço positivo, o básico de adestramento fui eu mesma que treinei com ele, mas nada comparado a um profissional né ?
    Por não ter o recurso de um profissional, ele tem alguns problemas comportamentais de reatividade, mas são bem baixos. Graças a Deus ele tem um convívio maravilhoso com outros cães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *