Cuidados

Cuidados ao adotar um cachorro – Tudo que você precisa saber!

cuidados adotar cachorro

Adotar um cachorro é um ato de amor que deve ser incentivado no mundo inteiro. Esse ato também requer grande responsabilidade, pois, o animal adotado precisará de vários cuidados constantes e em alguns casos de uma adaptação demorada.

Acabou de adotar um cachorro e ainda não sabe quais são os cuidados que você precisa ter? Veja a seguir 5 cuidados essenciais logo após adotar um cachorro e uma lista com os cuidados diários com seu novo amigo canino!

1. Preparar a casa para adotar um cachorro

Essa é uma preocupação que poucas pessoas têm, porém, é muito importante para garantir a segurança do pet. Uma casa pode ter vários itens tóxicos ou perigosos para animais, como plantas, objetos cortantes na altura do animal, alimentos que ele não pode consumir na altura do pet, entre outros itens deste tipo.

Você também precisa avaliar objetos que são importantes para você. Acredite, mesmo os cachorros mais calmos, bonzinhos e amigáveis podem quebrar objetos, roer coisas, arranhar móveis, entre outras travessuras.

2. Levar o animal no veterinário

Esse cuidado pode variar dependendo da forma como o cãozinho foi adotado. Caso você tenha resgatado seu amiguinho da rua, é importante levá-lo ao veterinário antes mesmo de trazê-lo para casa. Nesta consulta, o veterinário dirá quais serão os cuidados de saúde com o pet, tratará problemas como sarna, pulgas e carrapatos, além de outros cuidados.

Agora se você adotou o animal de uma ONG ou através de um local de adoção disponibilizado pela própria clínica veterinária, você deverá perguntar se as vacinas do animal estão em dia, se ele passou por consulta recentemente, se é ou não castrado, entre outras informações deste tipo.

3. Adaptar o cachorro adotado

Animais abandonados não são adestrados e muitas vezes, não sabem comandos simples que muitos pets conhecem como normal. Além disso, alguns deles podem apresentar certa dificuldade em conviver em um lar, afinal, ser abandonado pode mudar muito o comportamento do animal.

Sendo assim, nesta fase tenha bastante paciência. O pet poderá dar muito trabalho no início, mas é apenas uma fase. Depois que ele se adaptar a nova família, rotina e lar, tudo ficará mais fácil. Para ajudá-lo nessa fase, crie uma rotina e siga ela todos os dias. Assim ele se acostumou com o convívio familiar.

4. Adotar um cachorro castrado ou castrá-lo

As ONGS e clínicas veterinárias que oferecem animais para adoção geralmente realizam a castração do pet antes mesmo deles serem adotados. Isso porque há um consenso global de que castrar evita inúmeras doenças nos pets, assim como reduz as chances de mais animais serem abandonados.

Então se você adotou através de uma ONG ou clínica veterinária, é possível adquirir o animal já castrado. Agora se você resgatou um cachorro da rua, é importante pensar na possibilidade de castrá-lo.

5. Escolher um nome para o pet

A escolha do nome do cachorro é algo muito prazeroso. Mas você deve ter cuidado para não escolher nomes muito complicados ou confusos para o pet. Nomes de parentes, apelidos que podem ser confundidos e outros nomes com sonoridade ruim devem ser evitados para evitar confusão no animal.

Dê preferência para nomes curtos, com sonoridade simples e fácil de ser interpretado.

cuidados adotar cachorro 2Cuidados constantes ao adotar um cachorro

Além de todos os cuidados que já mencionamos, adotar um cachorro requer cuidados constantes que devem ser incluídos na rotina do animal. Há alguns cuidados que são óbvios, mas devemos destacá-los da mesma forma para que a adoção seja sempre responsável:

  • Alimentar o animal todos os dias, conforme orientação veterinária;
  • Limpar o “banheiro” do pet (sim, cachorros fazem xixi e cocô);
  • Levá-lo para passear conforme necessidades do animal (alguns requer mais passeios que outros);
  • Brincar com o pet;
  • Vaciná-lo conforme orientações do veterinário.

E claro, o principal cuidado ao adotar um cachorro é dar todo amor e carinho que ele merece.

 

banner post blog